Dieta mediterrânea é opção saborosa para prevenir doenças cardiovasculares 


Os brasileiros estão cada vez mais doentes. Dentre as doenças, sobressaem-se as
cardiovasculares, principais causas de morte no mundo (17,3 milhões por ano,
segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS) e responsáveis, até setembro, por
243 mil óbitos no Brasil em 2016, conforme levantamento do Cardiômetro, indicador
do número de falecimentos causados por esse fator.


A hipertensão arterial, as dislipidemias (alteração dos níveis de lipídeos no sangue), a
obesidade e o diabetes, dentre outras doenças, flagelam a população. Dentre as
maneiras de prevenir as doenças cardiovasculares, mantendo o coração saudável,
além do tratamento medicamentoso, estão a adoção de bons hábitos, que incluem
uma alimentação saudável e equilibrada.


Diversas pesquisas comprovam que o consumo de gorduras mono e poli-insaturadas,
além da fibra dietética, auxilia na redução da partícula de gordura mais conhecida
como colesterol ruim (LDL), um dos fatores de risco para doenças cardiovasculares.
Alimentos ricos em açúcar, sódio, gorduras saturadas e trans são altamente nocivos,
pois aumentam os riscos do desenvolvimento da aterosclerose, devido ao acúmulo de
placas de gordura nas artérias do coração e do cérebro, podendo provocar infarto e
derrame.


Com foco na prevenção das doenças do coração, tem-se a “dieta mediterrânea”,
inspirada nos costumes das populações que vivem na Região Sul da Itália, Grécia e
Espanha. Pesquisadores constataram que essa dieta pode evitar mortes por ataque
cardíaco, incluindo derrames e doenças cardiovasculares em geral.


A alimentação dessa população tem pouco sal, alimentos industrializados e gordura de
origem animal. Eles costumam consumir grandes quantidades de frutas frescas,
verduras, legumes, peixes, oleaginosas como as nozes, cereais integrais e azeite de
oliva.


Copyright © 2012 Todos os direitos reservados para Incorlages
Green TI