Chocolate amargo, amêndoas e as doenças coronárias


Chocolate amargo e amêndoas podem proteger pessoas com excesso de peso e obesas das doenças coronarianas: ensaio randomizado publicado pelo JAHA.

O consumo de amêndoas ou chocolate amargo e cacau tem efeitos favoráveis nos marcadores de doença cardíaca coronariana. No entanto, os efeitos combinados não foram avaliados em um estudo de alimentação bem controlado. O objetivo deste estudo, publicado pelo Journal of the American Heart Association (JAHA), foi examinar os efeitos individuais e combinados do consumo de chocolate amargo e cacau e amêndoas em marcadores de risco de doença coronariana.

O consumo de amêndoas (42,5 g/dia) ou amêndoas combinadas ao chocolate amargo (43 g/dia) e cacau (18 g/dia), durante 4 semanas, melhorou os perfis lipídicos/lipoproteicos, quando comparado a uma dieta americana média sem esses alimentos de tratamento.

O consumo combinado de amêndoas, chocolate amargo e cacau resultou em uma redução significativa nas pequenas partículas densas de lipoproteínas de baixa densidade (LDL colesterol), que são reconhecidas como um fator de riscopara doenças coronarianas.

No entanto, nem as amêndoas nem o chocolate amargo e o cacau afetaram os marcadores de saúde vascular e de estresse oxidativo.

Essas descobertas foram específicas para indivíduos com sobrepeso e obesidade, com idades variando entre 30 e 70 anos.

Com base nessas descobertas, a incorporação de amêndoas, chocolate amargo e cacau em uma dieta saudável, que não exceda as necessidades calóricas, pode reduzir o risco de doença cardíaca coronariana, pois melhora o perfil lipídico.

 

Fonte: News.Med.BR Disponível em: <http://www.news.med.br/p/saude/>Acessado em Janeiro de 2018.


Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para Incorlages
Green TI