DOENÇA CARDIOVASCULAR NOS IDOSOS


A expectativa de vida do brasileiro está na faixa dos 72 anos, de acordo com os mais recentes levantamentos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa). Em 2000, o tempo médio de vida de nossa população era de 70,5 anos o que denota que teremos com o passar dos anos um maior número de idosos em nossa população. Com o envelhecimento a incidência de doenças cardiovasculares e aumenta consideravelmente, chegando a 50% daqueles com idade superior a 75 anos e temos que estar preparados para tratá-las e o que é mais importante, preveni-las.

Como podemos deduzir estas doenças cuja base é a aterosclerose, afetam não só o coração mas também os vasos sanguíneos incluindo os responsáveis pela circulação do cérebro e podem levar até a morte, principalmente por infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (derrame) e insuficiência cardíaca.

No decorrer da vida, com a idade, o corpo passa por mudanças drásticas no metabolismo, no equilíbrio bioquímico, na imunidade, na saúde emocional, entre outros, deixando o indivíduo com metade do potencial de quando era mais jovem. O sistema cardiovascular sofre várias alterações, como aterosclerose, diminuição da elasticidade das artérias, comprometimento da condução do estimulo elétrico e diminuição da distensibilidade do coração, que, em alguns casos, podem causar arritmias, além de redução na função adaptativa da pressão, diminuindo a adaptação postural.

Pesquisas apontam que a maior causa de morbidade e mortalidade nos idosos são as doenças cardiovasculares, sendo que a obstrução das coronárias causam algo em torno de 70 a 80% das mortes e a insuficiência cardíaca é apontada como a principal causa de internação.

 

Fonte: https://coracaoalerta.com.br/infarto-2/fatores-de-risco/doenca-cardiovascular-nos-idosos-2/


Copyright © 2018 Todos os direitos reservados para Incorlages
Green TI